quarta-feira, 23 de maio de 2007

Começa o ato unificado em São Paulo

Os cerca de 3,5 mil manifestantes reunidos na avenida Paulista começam a caminhar, nesse momento, em direção à Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Eles ocupam toda a pista no sentido bairro centro e parte da pista contrária.

Durante a concentração, os organizadores deram informes das mobilizações em são Paulo e no resto do país. Dirceu Travesso, do Movimento Nacional de Oposição Bancária, ligado à Conlutas, e militante do PSTU, ressaltou que “isso indica a possibilidade real de derrotar esses ataques aos nossos direitos. Esse dia de luta não pode parar aqui, tem de continuar”.

Entidades falaram no carro de som, abrindo o ato. Entre elas, Conlutas, Intersindical, MST e CUT. Muitos dos ativistas vaiaram a CUT quando o presidente da central estava intervindo. A entidade havia realizado um ato de apoio ao governo na parte da manhã.

“Quem luta tem de saber contra quem esta lutando. Essa luta é contra os banqueiros, as multinacionais, o agronegócio e é contra Bush, que hoje estão representados pelos governos estaduais e por Lula”, disse Dirceu. “Temos de denunciar todos, de Serra a Lula. Esta é a tarefa”, concluiu.

Um comentário:

BLOG DO KOMUNA disse...

PARABÉNS PELA COBERTURA!!!