sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Waldemar Rossi e a Marcha à Brasília

O Correio da Cidadania publicou ontem o artigo "Um desserviço à luta dos trabalhadores" de Waldemar Rossi acerca da marcha do dia 24. No artigo, Rossi critíca setores do PSOL por desviar o centro da marcha que é a luta contra a retirada dos direitos para "colocar como centro dessa manifestação os ataques ao corrupto senador Renam Calheiros".

Waldemar Rossi conclui seu artigo assim:
"Como não podia ser diferente, a mídia - o grande baluarte defensor dos interesses do capital – deu destaque aos entreveros e aos ataques a Renan, omitindo descaradamente do conhecimento da opinião pública aquilo que foi a razão de ser da manifestação: o protesto da classe trabalhadora contra os assaltos aos direitos trabalhistas, principalmente aos direitos previdenciários.

Sem dúvidas, os representantes do PSOL prestaram um desserviço à luta de resistência da classe trabalhadora, praticando profundo desrespeito aos milhares de participantes e, neste sentido, se igualando à prática do governo petista. Infelizmente só nos resta lamentar e protestar, porque o estrago já foi feito!"


4 comentários:

em dúvida disse...

A CONLUTAS vai pedir para ser registrada legalmente como uma Central Sindical pelo governo federal?

Existem acusações de que a CONLUTAS deseja ser registrada oficialmente como Central Sindical pelo governo federal, igual a CUT e a Força Sindical vão ser.

O governo está em um processo de transformar as Centrais Sindicais em organizações oficialmente reconhecidas pelo Ministério do Trabalho.

A CUT obviamente quer o seu registro, pois isso significa mais verbas do Imposto Sindical.

Alguns setores acusam a CONLUTAS de também estar desejando este registro.

Seria bom que a CONLUTAS esclarecesse de uma vez por todas se vai pedir esse registro. Se pedir, estará fazendo o velho jogo do atrelamento do movimento sindical ao Estado.

Se a CONLUTAS for realmente revolucionária, não pedirá qualquer tipo de reconhecimento do Estado burguês. Pelo contrário, recusará qualquer registro.

Anônimo disse...

O que esperar de um partido que centraliza suas atividades em denunciar a corrupção no congresso e não se volta para o proletariado?O PSOL é isso: muito marketing e pouca ideologia socialista. Também fui contra a coligação do PSTU com o PSOL na última eleição presidencial e estadual(RJ). Um partido revolucionário como o nosso não dialoga com esses pelegos.

Anônimo disse...

Qual o problema da Conlutas pedir seu registro legal? Afinal, os Sidicatos também tem esse registro e nem por causa disso deixam

O que determina a combatividade de uma entidade é a linha política de sua direção. O registro legal é tático e nesse momento acho importante para que, por exemplo, possa encaminhar ações judiciais.

Isso não quer dizer que tenhamos que aceitar dinheiro do Estado. Aliás, a Conlutas já tem posição contrária nesse sentido.

Anônimo disse...

O registro não é necessário. A CONLUTAS não é um sindicato, não representa uma categoria específica, não precisa assinar acordo coletivo.

Se a CONLUTAS não precisa assinar nenhum acordo coletivo de trabalho, pra quê registro?

Não ao registro!!