terça-feira, 23 de outubro de 2007

Maringoni e a Revolução Russa

Também no dia 22 foi publicado o artigo "Outros Outubros virão", esse assinado por Gilberto Maringoni, no portal Correio da Cidadania.

Seguem trechos:
Nenhum processo histórico gerou tamanho saldo organizativo, tão volumosa teoria e muito menos colocou tantos milhões de homens e mulheres em ação, em inúmeros países, dispostos a dar a até a própria vida pela transformação social.

A Revolução causou medo entre as classes dominantes, entre os ricos e os abastados de todo o planeta. O pânico gerou uma feroz reação. No plano material, desatou-se, durante décadas, uma ofensiva militar e repressiva contra tudo o que cheirasse a contestação à ordem estabelecida pelo regime do capital. Na esfera da disputa pelos corações e mentes, torrentes de mentiras fizeram brotar a indústria do anticomunismo em praticamente todos os países.

Maringoni conclui assim seu artigo:
Qual o sentido de se debater a Revolução Russa hoje, além de se comemorar uma data redonda?

A importância está em verificar que o capitalismo continua tão ou mais agressivo que há 90 anos. Seus rastros de destruição, insegurança, aumento da miséria, instabilidade e exploração seguem gerando conflitos sangrentos mundo afora. O imperialismo atual é muito mais danoso à humanidade do que jamais foi. Seu poder é muito maior.

Outubro de 1917 continuará a fazer sentido enquanto a humanidade quiser buscar outro mundo possível. Fará sentido enquanto as palavras de Vladimir Maiakovsky ainda tocarem o coração das pessoas: “Nesta vida/ Morrer não é difícil/ O difícil/ É a vida e seu ofício”.

Clique aqui para ler o original.

2 comentários:

Anônimo disse...

Eita Portalzinho pra fazer propaganda enganosa esse do PSTU!

10 horas da manhã, e até agora nenhuma notícia da marcha em Brasília!

Grande "cobertura em tempo real"!

jorge disse...

ô amigo anônimo...
vai trabalhar, vai.
vai achar o que fazer.