segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Mais demissões a vista

Sergio Marchionne

O anúncio com tom de ameaça foi feito nesta segunda pelo executivo chefe da italiana Fiat durante discurso em uma reunião da União Industrial de Turim. Marchionne deixou claro que ou governo abre os cofres para as montadoras ou quem pagará o preço serão os empregos de algo em torno de 60 mil trabalhadores.

Leia aqui.

Um comentário:

AF STURT disse...

ESSA É BOA,O GOVERNO DEVE AGIR,MAS NÃO SALVANDO A FIAT E SIM SALVANDO OS TRABALHADORES ,POIS SE PARA SALVAR OS TRABALHADORES TEM QUE SALVAR A FIAT,ENTÃO VAI CONTINUAR A EXPLORAÇÃO DOS DOMINANTES ...TEMOS QUE MANTER OS EMPREGOS ,E SE A FIAT NÃO CONSEGUIR SE MANTER. CRIA -SE UMA EMPRESA ESTATAL PARA MANTER O POVO TRABALHANDO.....