sábado, 24 de janeiro de 2009

As demissões da Microsoft

ms-bruno Bruno

ms-jean Jean

ms-pater Pater

9 comentários:

Mário Júnior disse...

Ótimas charges. A do clique de mouse na bunda foi ótima! :)

Marcos Daniel Santi disse...

é foda

Pablo Pedroso disse...

O capitalismo segue plena decomposição. A crise é simplemente o estado terminal de um sistema falido, que está levando todos de uma vez só, ao abismo. Até quando a sociedade vai continuar a engolir passivamente essa aberração global distorcida desde o acordo de Bretton Woods?

AF STURT disse...

trabalhadores de todo mundo:
os sindicalistas estão aceitando reduzir carga horaria e salario para conter a crise,mas por que os trabalhadores tem que pagar pela crise?a classe trabalhadora não pode curvar da classe dominante ....
vi um sidicalista falando que vai reduzir salarios e carga ate a crise se normalizar,mas quem sabe quando a crise vai minizar?ela ate pode ser aminizada ,mas na economia real é muito dificil ver isso,então eu digo não podemos largar nossos direitos de lado,pois essas propostas que o empresariado estão prometendo ja mais vão ser cumpridas,portanto temos que defender nossos direitos que tanto a classe sidical e trabalhadora custaram para conseguir...e custe o que custar vamos seguir com nossa luta,e não abaixar a cabeça para exploradores...
uni-vos,pois está crescendo uma corrente dentro da classe trabalhadora ,que não é bom,pois o coletivismo está se perdendo para o individualismo.

Luiz disse...

Crise se agrava no Brasil. Patrões e governo começam a se preocupar. Resultado das contas externas nos primeiros dias do ano são desastrosas. Temos que resistir e não pagar pela crise gerada pelo capital.

Luiz disse...

Só hoje, 70 mil demissões nos EUA, Europa e Japão. Chama a atenção os 20 mil cortes na norte-americana Caterpillar (maquinário agrícola e de construção), ítens de setores-chave da economia. Por aqui, a queda no emprego (130 mil só em dezembro na indústria paulista) surpreendeu até a Fiesp. Chama a atenção também tradicionais blogs de economia publicando notícias "alto astral", "positivas", uma atrás da outra. Não vamos pagar pela crise criada pelo capital.

rádio peão disse...

É incrível a cara de pau dos patrões e de certos sindicalistas vendidos, de dizerem que "todos tem que fazer sacrifícios" durante a crise...

Por que? Por que os trabalhadores devem aceitar MAIS sacrifícios?

Quando a economia estava crescendo, em 2005, 2006, 2007, os lucros dos patrões aumentaram de forma estrondosa, enquanto os nossos salários não aumentaram nem perto da metade do que os lucros deles aumentaram.

Durante aqueles anos, algumas pessoas conseguiram reformar a casa, outras compraram carro (e ainda não terminaram de pagar), muita gente comprou computador. Mas mesmo assim, a vida ainda não era nenhuma maravilha, e as contas apertavam no final do mês.

Agora que a crise apertou para os patrões, eles querem jogar o peso nas costas dos trabalhadores!

Querem demitir trabalhador e/ou diminuir salário! E aí, como é que fica nossa vida, que já não tava fácil?

Já imaginou o que é reduzir o salário em 10% em troca de quatro horas a menos de trabalho por semana?

Com 10% a menos de salário, tem muita gente que vai ter que escolher entre comprar comida pros filhos ou pagar as prestações do financiamento do carro, que ainda estão longe de terminar. Atrasando as prestações, vai vir o banco e tomar o carro. Muita gente vai voltar a ficar a pé.

Depois a coisa piora: a empresa corta o plano de saúde, ou, quem pagava por fora, não vai poder pagar mais.

Resultado: quem antigamente, quando o filho ficava doente, pegava o seu Celta 2003 financiado e levava a criança para a clínica particular de atendimento razoável, agora vai ter que pegar a criança nos braços, subir no ônibus lotado, e levar para a fila dos hospitais destruídos do SUS.

Enquanto isso, o patrão que lucrou feito um condenado nos anos das vacas gordas vai continuar levando o filho para a clínica mais cara da cidade, no seu Audi A4.

Thiago Baptista disse...

Este modo de produção executou uma operação ilegal e será fechado. :P

\\//

Anônimo disse...

O capitalismo teve um bug, e deu pau!

Alguém clique em "Finalizar agora"!