sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Marxismo e alienação

Tem especial novo no portal. "Marxismo e alienação" agrupa uma coletânea de artigos de Marcos Margarido que apresentam um resumo da visão marxista sobre a alienação e sua relação com a religião, o trabalho e a mercadoria. São 7 textos de leitura rápida e agradável:
  1. Alienação e religião
  2. Da sociedade burguesa a uma nova concepção de homem
  3. Marx e a alienação do trabalho
  4. O fetichismo das mercadorias
  5. A coisificação do homem e a mulher como objeto
  6. Um burguês alienado?
  7. O papel do partido
Não deixe de passar lá.

3 comentários:

cristão proletário anti-capitalista disse...

Não existe nada mais messiânico do que um marxista (que pensa que entende de ciência, sem sequer saber o que é a Teoria da Supercordas) atacando a religião como "alienação" e oferecendo a "verdade científica" como o novo credo.

andre disse...

e não há ninguém mais desinformado do q vc aki...
o Marxismo nao é essa contradiçao q vc pensa e nem a verdade absoluta até pq nao acreditamos nela o marxismo é a síntese do pensamento materialista com o caráter revolucionário pois ver dialeticamente o mundo e ver a capacidade dos homens de modificar o meio em q vivem dada as condições históricas-objetivas. Como materialismo o marxismo nao pode se prender ao plano das idéias e como dialética o materialismo nao pode aceitar dogmas. Confesso q não conheço a teoria das supercordas, mas como um bom marxista vou cobrar sua necessidade prática se essa teoria ficar somente na mera disputa ideológica ou coisa parecida não dedicarei sequer um segundo em sua investigação. Não entenda meu comentario como ofensa. Dou a sugesao d vc buscar nos livros e nos textos em geral a compreensao das duas principais correntes filosóficas, o materialismo e o idealismo faça suas analises e depois tire suas conclusoes.

Erick disse...

Essa foi na lata ^^