terça-feira, 21 de agosto de 2007

67 anos do assassinato de Leon Trotsky


Na manhã de 21 de agosto de 1940, Lev Davidovich Bronstein, Leon Trotsky, o comandante do exército vermelho e maior companheiro de Lênin na Revolução Russa de 1917, foi assassinato em sua casa em Coyoacan, no México, através das mãos covardes de Ramon Mercader, agente infiltrado da GPU a mando de Stalin.

Trotsky, lutador incansável pela causa da revolução mundial, mesmo golpeado de morte não perdeu a esperança e em suas últimas palavras deixou a mensagem de otimismo a seus camaradas em todo o mundo: "Estou próximo da morte, devido ao golpe de assassino político... Por favor, digam aos nossos amigos... Estou certo... da vitória da IV Internacional.. continuem".

Nossa homenagem ao nosso grande mestre.

7 comentários:

tacio disse...

Sem duvida o lider revolução e criador do exercito vermelho merece ser lembrado nesse infeliz dia, quando as garras do stalinismo o alcançou no México. Mais o importante é o exemplo que ficou para os lutadores de todo o mundo, de coerência politica e de luta pelo socialismo e pela revolução.

Outro>Mundo>Possível disse...

Mataram o homem mas não as suas idéias. Idéias não morrem. Enquanto houver homem explorando outro homem outros como Trotsky virão, outras idéias virão, até o dia da revolução. Salve Trotsky e sua enorme coragem. Esse sim, foi um herói. FORA LULA! FORA STÉDILE! FORA O FMI DAQUI!!

Adilson disse...

Em todas as lutas, enfrentamentos, jornadas e marchas o camarada Trotsky vive. Este que entregou sua vida, seu tempo, dinheiro e talento a revolução socialista, mas do que nunca deve ser a grande referência em nossa militância. E suas últimas palavras retomadas. A IV Internacional deve ser reconstruída, pois a crise da humanidade continua sendo (como dizia Leon) a crise da direção revolucionária.

Pablo Picasso disse...

Dia a ser comemorado camaradas!!!
Brindemos Ramon Mercader!!!
Agente revolucionário competente e eficiente.
Que o seu exemplo seja seguido por todos os que desejam um mundo comunista, sem a burguesia e sua tropa de choque trotstysta!!!

Anônimo disse...

O que será q leva um animal como esse tal de "Pablo Picasso" a abrir sua boca imunda para dizer algo como "dia a ser comemorado"???

Tenho uma singela opinião... Trata-se do mesmo sentimento que anima a classe burguesa em suas ações: o entendimento de que o poder é em si um fim e não um meio.

Pode ser ainda a total ausência de qualquer capacidade dialética mínima. A dialética stalinista e a dialética burguesa são idênticas: mate o oponente e nada haverá para discutir.

E um sujeito desses ainda tem a petulância de se considerar revolucionário... Julga-se no direito de dirigir-se aos demais como "camaradas"... Mas no fundo ele sabe que não o é e jamais o será: é apenas um fascista de merda, com idéias e ideais tão retrógrados quanto os da burguesia à qual serve com maior ou menor aquiescência...

Camarada Trotsky presente: presentes suas idéias e seus ideais sobre um AUTÊNTICO socialismo revolucionário; presentes suas ações pela liberdade e pela paz verdadeira entre os povos; presente sua força que nos leva a continuar lutando por um mundo mais justo e fraterno.

Viva o camarada Trotsky!

Viva a revolução!

Carlos.

Anônimo disse...

Precisamos de mais picaretas para continuar o trabalho do nosso lider Stalin!! Seu trotskistas, esperem que a sua hora vai chegar!

Stalin Vive!
Trtsky Morreu!

Luís disse...

Maior amigo de Lenin ????
Quem te disse isso meu filho ?
Se assi fosse, não teria aderido aos bolcheviques 90 dias antes da revolução.
Acontece que Trotsky acabou ficando como o bonzinho da história e Stálin como o vilão.
Mas ninguém diz que ele queria a militarização do trabalho.
Além de querer importar o proibicionismo (´tecnica usada nos EUA por Ford que consistia no uso de mecanismos que "freiassem" o impulso sexual dos operários para que produzissem mais).
O autoritarismo e a arrogância em pessoa.
Dentre outras coisas...

Vida longa ao camarada Stálin !!!
Verdadeiro amigo de Lênin !