sexta-feira, 16 de maio de 2008

O sionismo lutou contra o asilo de judeus europeus durante a II Grande Guerra

O Estado de Israel utiliza a história do holocausto para vender aos quatro vendos sua legitimidade. A História Oculta do Sionismo nos mostra entretanto que o movimento longe de lutar contra o nazismo chegou a colaborar com o mesmo.

A passagem a seguir é Yitzhak Gruenbaum, presidente do Comitê da Agência Judia de Resgate, organização sionista para investigar a situação dos judeus europeus durante a II Guerra Mundial.

"Se nos vierem com dois planos - resgatar as massas de judeus da Europa ou resgatar a terra - eu voto, sem vacilar, pelo resgate da terra. Quanto mais se fala da matança de nosso povo, mais se minimizam nossos esforços por reforçar e promover a hebraização da terra. Se houvesse, hoje, alguma possibilidade de comprar alimentos com o dinheiro de Karen Hayesod (Apelo Judeu Unido) para enviá-los através de Lisboa, nós o faríamos? Não. Repito: não.

Um comentário:

anti-nazi disse...

A respeito do Holocausto, é preciso relembrar sempre a infame frase do líder sionista Izaak Greenbaum em 18 de Fevereiro de 1943:

"Uma vaca na Palestina vale mais do que todos os judeus na Polônia"