quarta-feira, 16 de abril de 2008

Programa de TV do Partido de los Trabajadores, seção paraguaia da LIT-QI



Leia mais:
Eleições paraguaias acontecem neste domingo

5 comentários:

a lit é uma piada disse...

Tomara que o PT do Paraguai tenha mais sorte do que o Pd'AC, seção da LIT na Itália...

O partidinho da LIT na Itália fez um papelão nas eleições, tendo um resultado ridículo na votação!!

Entre as 22 coalizões que se apresentaram nas eleições (isso mesmo, 22!) o Pd'AC e sua candidata a primeira-ministra, Fabiana Stefanoni, conseguiram ficar em antepenultimo lugar!!

O partideco da LIT conseguiu obter apenas 2049 votos em toda a Itália!! Só conseguiu ter mais votos do que duas candidaturas!! Entre 22, só ganhou de 2!!

Todo o oba-oba do PSTU sobre sua nova filial italiana caiu diante da verdade: não passa de um grupelho que não consegue nem sequer 2.500 votos!!

Anônimo disse...

O problema é de quem fala sem saber, as eleições da Itália não são democráticas e os partidos que não tem parlamentares só podem apresentar listas em todo o país cumprindo uma série de exigências que incluem uma grande quantidade de assinaturas em cada uma das circunscrições do país, ao contrário do grandes partidos que não precisam nada disso. O PdAC na sua primeira eleição não pode concorrer nacionalmente ... mas talvez o autor do comentário concorde com essas novas regras impostas um mês antes das eleições antecipadas ...

a lit é uma piada disse...

2000 votos é votação de chapa pra DCE!!!!!

Mesmo que só tivesse participado em uma única cidade (o que não foi o caso), ainda assim teria sido uma votação ridícula!!!

Anônimo disse...

lamentável que não tenha incluído sequer uns dois segundos para tocar o tema de Itaipu. Isso mostra a míopia crônica desta corrente internacional. O "prêmio" por esta política foi mais justo do que sua correspondente italiana: último lugar disparado: menos de 2.500 votos em todo o país.
Lula desmoraliza a esquerda por um lado; o pstu faz o papel do outro, ridicularizando a via política da esquerda socialista.

ativista disse...

Lamentável a ignorância ou a má fé com que são escritos determinados comentários. Ou não sabem que os processos eleitorais são o campo da burguesia, que o voto é definido pelo potencial econômico.
Durante uma campanha, um partido revolucionário certamente consegue atrair muito mais simpatizantes do que votos. E isso é natural. Muito poucos são os que votam sabem que vão perder as eleições. A grande maioria é compelida ao chamado "voto útil", achando que ao ajudar a definir o resultado eleitoral está definindo também o seu futuro. Somente um partido revolucionário é capaz de remar contra a corrente da consciencia reformista dominante. Mas é este partido que está construindo o futuro da sociedade, e não aqueles que preferem atalhos oportunistas.
Outros, se dizem de esquerda mas entram nas campanhas milhonárias com apoio da burguesia. E por fim, há aqueles que também se dizem de esquerda, mas não se propõe sequer a construir as lutas e disputar suas direções.
Eu prefiro a esquerda que ganha muitos milhares de simpatizantes durante as eleições, alguns milhares de votos, e alguns aderentes valorosos. Grande abraço aos companheiros do PT. Independente de quantos votos, o fato de ter feito a campanha com o programa e a qualidade que vi no vídeo, já é uma vitória. Até as vitórias históricas do porvir.