terça-feira, 10 de julho de 2007

O povo brasileiro luta sim!


São muitas as mentiras que encaramos no dia a dia. Uma daquelas muito corriqueiras, que vira e mexe ganha corpo, é a de que "brasileiro não luta", que "o povo brasileiro é um bando de frouxo", que esse é um "povim mole" que "merece o governo que tem", que "se fosse em outro país, o povo já tava na rua", e um longo etcetera.

E desse jeito vai se reproduzindo a história oficial que entrega nossos grandes feitos aos poderosos, aos governantes de plantão e seus representantes, ou no máximo a um ou outro mártir. Quem libertou os escravos, foi a princesa dos Bragança e a luta dos afrobrasileiros foi um mero detalhe. Quem "deu" os direitos trabalhistas ao "povão" foi o ditador Getúlio e as greves dos trabalhadores, também não passaram de detalhes. Quem acabou com a ditadura militar foram os próprios militares a pedido dos EUA, as imensas manifestações em todo o país no fim das contas não tiveram grande impacto. Quem derrubou o primeiro presidente eleito após o regime militar foi a poderosa Rede Globo e a juventude que tomou as ruas não passou de massa de manobra. E assim todo o poder das lutas vai sendo negado.

Mas deixemos de lado a história que já foi escrita, e passemos a história que estamos escrevendo agora, no ano de 2007:
E tantas e tantas outras lutas na cidade e no campo que não há como negar que o povo brasileiro luta sim! E muito!

E não esqueçam: Dia 13 de julho, na abertura do PAN no Rio, vamos protestar contra as reformas neobliberais de Lula.

2 comentários:

lembrete disse...

Os operadores de telemarketing super-explorados da iniciativa privada também lutam.

É só lembrar da greve na Telemar em Fortaleza.

Anônimo disse...

E somasse a isso inúmeras outras lutas em curso hoje.
Entretanto enfrentamos, não só aqui no Brasil como em todo mundo, um problema há muito identificado por Trotsk. A crise de direção!