terça-feira, 25 de julho de 2006

O massacre aos olhos de Robert Fisk

Apesar da propaganda tendenciosa, parcial e mentirosa dos grandes meios de comunicação sempre é possível buscar informações sobre o massacre que o sionismo vem promovendo tanto no Líbano como na Palestina. Uma das fontes de notícias mais respeitadas vem do jornalista Robert Fisk. Fisk é correspondente do jornal inglês The Independent e mora atualmente no Líbano de onde nos últimos anos tem cobrido a investida contra o mundo árabe.

O portal Rebelión publicou o texto completo do artigo "A war crime?" traduzido para o espanhol com o título "De nuevo sacan israelíes a civiles libaneses de sus casas y los matan", aonde Robert Fisk relata entre outras barbaridades, o caso aonde após despejarem notas sobre a aldeia de Taire, próximo à fronteira com Israel, ordenando que os moradores abandonassem a cidades, os sionistas bombardearam um microônibus que justamente cumpria a ordem, resultando em 3 mortos e 13 feridos. O mesmo ocorreu no povoado de Marwaheen aonde um caminhão transportando refugiados foi atacado pela força aérea israelense matando mulheres e crianças.

O artigo "A gripping diary of one week in the life and death of Beirut" ou "Diario de una semana en la vida y muerte de Beirut" conta o dia a dia do Jornalista em Beirute entre os dias 17 e 22 de julho e o artigo "Once again, truth is the first casualty of war" ou "Llueven mentiras y bombas sobre Líbano" desmantela algumas das mentiras da propaganda de guerra tanto de Israel como do Hezbollah.

Para ler os atigos de Robert Fisk acesse:
Leia o que o blog já publicou sobre o massacre no Líbano:

Um comentário:

cinenegocioseimoveis disse...

Incrível como o mundo inteiro já quis acabar com Israel, que é um nada, e ele é protegido por quem durante todo esse tempo da história?
.
Quantos e quem sempre quis acabar com o povo de Israel?