domingo, 6 de novembro de 2011

Visibilidade e invisibilidade na luta pela educação

À valiosa excessão da Carta Capital, nenhuma notícia sobre a greve na Universidade Federal de Rondônia tem sido destaque na imprensa nacional. É que, no caso da Unir, a prisão do professor Valdir Aparecido de Souza, no dia 21 de outubro, por policiais federais que o acusaram de desacato, além da prisão de dois estudantes que voltavam de uma gráfica com panfletos da mobilização grevista (pasmem!), a mídia não encontrou uma cortina de fumaça para distorcer o caráter do movimento tão bem quanto tem feito com a Universidade de São Paulo. Na USP, o debate enviesado sobre o uso de maconha esconde o caráter político da presença da Polícia Militar no Campus. Na Unir, pela falta de algo do tipo, melhor é fingir de morto, deixar quieto, dar uma de doido, como se diz...




Vídeo mostra prisão do professor Valdir. Nos depoimentos das testemunhas, uma certeza que a direita ama contestar: as práticas da ditadura seguem firmes em seus propósitos!


2 comentários:

Blog Rubro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renato disse...

O Pstu traiu os estudantes, partidinho de merda.