terça-feira, 26 de maio de 2009

Falência da General Motors pode ser declarada nos próximos dias

falencia-gm

A GM está numa grande ofensiva para jogar nas costas dos trabalhadores da empresa o custo da crise econômica e para tanto vem contando com o apoio descarado de sindicatos dos EUA e do Canadá para isso. Mesmo assim a falência está cada vez mais próxima para a gigante estadunidense.

Segundo o presindete da empresa, caso não consiga fechar acordos com os credores a converter US$ 27 bi de dívida em ações da companhia até a meia noite de hoje, a falência poderá ser declarada antes mesmo de 1º de junho, prazo estipulado pelo governo para que a empresa consiga se estruturar.

Leia aqui.

6 comentários:

Anônimo disse...

A operação de conversão falhou.

A concordata da GM pode ocorrer a qualquer momento.

Mas não esperem que vá ser o fim da empresa. Após o processo de concordata, a empresa deverá continuar existindo, embora menor, com menos fábricas, e provavelmente com uma grande parte de suas ações pertencendo ao governo americano.

Empresário ultra-otimista disse...

E a falência da esquerda alarmista que estava falando em "Grande Depressão", mega-crise, etc, quando vai ser?

A crise acabou. A restruturação judicial da GM não vai sequer afetar o curso ascendente das bolsas de valores. A economia mundial está em franca recuperação. Game Over para os "revolucionários". O capitalismo vence mais uma vez.

AF STURT disse...

A admistração do blog Molotov ;

- A mineradora Vale confirmou, nesta sexta-feira (29), que vai demitir entre 250 e 300 funcionários a partir de junho. De acordo com a empresa, os trabalhadores que serão desligados são aposentados que ainda continuam trabalhando ou empregados próximos da aposentadoria. A Vale também disse que as demissões vão acontecer em unidades de todo o país.

Enquanto a empresa justifica as demissões com as quedas na produção, em razão da crise econômica mundial, os trabalhadores reclamam do valor do pagamento dos acionistas da empresa aprovado para este ano. Em assembleia geral, o montante foi definido em R$ 5,7 bilhões, mesmo valor de 2008.

O lucro líquido da Vale no primeiro trimestre deste ano foi de aproximadamente R$ 3,2 bilhões.

De São Paulo, da Radioagência NP, Desirèe Luíse.

29/05/09

Estou so enviando a noticia como forma de informação , já que o pstu tem responsabilidade social com os demetidos e com emprego.

AF STURT disse...

Ao "empreasário":
Quem salvou a imcopetência e a desumanidade do sistema capitalista podre???

AF STURT disse...

A falência da GM

Atualizado em 01 de junho de 2009 às 10:23 | Publicado em 01 de junho de 2009 às 10:19 :
No Site Via Mundo

A era do automóvel, como a conhecemos a partir dos anos 50, acabou. O que veremos adiante?

do Jornal de Negócios

A General Motors (GM) apresentou o pedido de falência esta manhã, oficializando o que mercado já estava a antecipar, depois da empresa ter falhado a apresentação de um plano de reestruturação. A falência vai permitir que a companhia se reestruture, protegida dos credores.

A GM pediu hoje protecção ao abrigo do Capitulo 11, que permite que a empresa se reestruture sem a pressão dos credores. Esta falência surge precisamente para que a fabricante de automóveis se torne mais competitiva.

Esta é a terceira maior falência dos EUA, depois da Lehman Brothers e da WorldCom.

A GM, a maior empresa industrial de sempre, tem actualmente activos avaliados em 82,9 mil milhões de dólares, metade do valor total da dívida (172,8 mil milhões de dólares).

Após este pedido de falência, a GM vai ficar agora, maioritariamente nas mãos governamentais. Os EUA deverão ficar com 60% do capital, depois de converter a maioria dos 50 mil milhões de dólares de empréstimos, e o Canadá com 12%.

“Este é um passo que eles [GM] deviam ter dado há mais de um ano”, considera Stephen Pope, estratega da Cantor Fitzgerald, acrescentando que se o tivessem feito estariam agora em melhor posição, mesmo com o acentuar da crise económica.

Após este processo será criada uma nova empresa, com a Bloomberg a noticiar que esta deverá ser constituída dentro de 60 a 90 dias.

A nova empresa vai ter veículos das várias marcas da GM (Cadillac, Chevrolet, Buick e GMC) mas agora com uma missão mais direccionada para carros pequenos e eficientes no que respeita ao consumo de combustíveis.

Um juiz federal de falências vai supervisionar a venda e liquidação de marcas que não são rentáveis e de, pelo menos 11 fábricas, que a GM vai encerrar.

Empresário ultra-otimista disse...

A GM pediu concordata? E daí? As bolsas do mundo inteiro fecharam em alta!

Vitória final do capitalismo. Game Over para os socialistas!