quinta-feira, 26 de maio de 2011

Fala Sério: Pedreiro canta e conta um pouco da história recente do país.

O video a seguir é um pouco da história recente da corrupção do país contada em canto pelo operário "Peteleco da Viola". A música é tão bem construída em letra e melodia que não tinhamos como não divulgar. "Peteleco" canta com propriedade sobre o episódio do mensalão além de defender a Amazônia. O video apesar de recém disponibilizado no YouTube parece ter sido gravado já há alguns anos, antes de eleição da Dilma pelo menos. De toda forma fica a indicação de um pouco da arte da classe operária.


* Agradecimentos ao companheiro Daniel pela indicação.

4 comentários:

farras_e_fumos disse...

Apesar de ser antigo, emociona perceber que o cidadão comum, aquele que tá lá na construção trabalhando todos os dias pra fazer esse país andar tem ainda percepção pra fazer essa obra maravilhosa. Parabéns ao Peteleco, e a quem postou o vídeo. FALA SÉRIO!!!!!

Maurinho disse...

Até quando?
(Mauro Leal) e-mail: poetamauroleal@yahoo.com.br

Nas exaustivas e deprimentes esperas
que circundam o agitado quarteirão,
contribuintes e delinquentes em lágrimas e sangue
se amontoarão pelo chão,
imolados pelos perfurantes, traçantes
e incendiários fogos cruzados sem compaixão;
pela salmonela, E.Coli e suína as surpreendentes assassinas,
pelos ataques macabros:
dos pitbull, sem focinheira;
africanizados enxames;
aves de rapinas; e
pelos silenciosos, epidêmicos, clássicos, hemorrágicos,
e mortais dipteros aedes-aegypti e albopictus
nas águas límpidas e estagnadas pelos quatro cantos e tipos;
pelas contagiosas línguas e valas negras-fétidas transbordantes;
pelos cataclismos nas serras;
pelos incautos alcoolizados nas vias velozes;
pelo descontrole emocional que estressa,
eleva e abaixa a arterial pressão;
pela overdose, cirrose e convulsão
dos que se afogam no gargalo ardente da destruição;
pelas crises renais, desidratação, bronquite, artrose, artrite, refluxo,
disenteria, alergia, leptospirose, rinite, depressão, meningite, tendinite,
reumatismo, sinusite, ruptura, brucelose, toxoplasmose, êmese,
abortamento, constipação, criptococose, engasgamento, osteoporose,
virose, insolação, bico de papagaio, furúnculo, pé rachado,
unha encravada, coluna travada, torcicolo,
enxaqueca, hemorragia, esporão .
e pelo lado esquerdo do peito do ancião
que descompassado desperta sem precisão.

E por trás da lacrada vidraça sob a linha de mirada
o inocente vigilante estremece pelo dia que amanhece,
e entre aos gemidos em meio a escuridão, acena sem senha,
sem médicos, sem maca, sem vaga, sem asseio e sem insumo,
assistindo aos redirecionamentos prescritos
em rabiscos nos braços frágeis
das grávidas que contorcem em crise,
ao alarido do heroico povo que brada retumbante e repugnante
às margens das lágrimas de dores:
é totalmente sem amor para com este povo miserável-sofredor
é corrupção é insensibilidade é incompetência e morte".
Proclamam o "pensar, pensar, pensar e nas urnas creditar"
Isto é corrompida linguagem, que ilude e distrai o leigo cidadão,
com tom bizarro, hilário e obrigatório no horário nobre da televisão.
Tratamento Hospitalar é direito que decretado está
e o que falta é competência
e mão de ferro para fazer valer, fiscalizar e penalizar.

Maurinho disse...

Jesus, o Salvador do mundo
(Mauro Leal)

A Estrela no céu brilhou
com todo seu resplendor
anunciando com grande júbilo
o nascimento do Salvador

Foi na Belém tão pequenina que em grandiosa se tornou
Pois la nascera o Cristo, Salvador, Mestre e Libertador.

E os reis magos do Oriente olhando para o céu
um lindo brilho contemplaram
e o seguiram para adorar o Messias prometido.

Na manjedoura se prostraram e a Cristo adoraram
e com ouro, incenso e mirra ao Rei dos reis presentearam.

E por divina revelação foram alertados
e por outro lado retornaram
pois Herodes, rei do Egito, iludido e enfurecido,
queria O matar, por ter visto cumprido
o que DELE estava escrito:
que JESUS NAZARENO, tinha nascido
para reinar e a humanidade salvar.

Jesus Cristo Salvador, Rei Glorioso, O GRANDE EU SOU,
do céu desceu, cresceu, ensinou, reinou
e o Plano do Pai Eterno com poder e glória anunciou
e com a sua crucificação, morte e ressurreição,
nos livrou da cruel condenação,
nos levando para o Reino da Sua Glória, a eterna Salvação.

Maurinho disse...

Êmese na VAN
(Mauro Leal)

Domingo à noite no transporte alternativo, trajeto Cabo Frio x Rio,
uma senhora, empalidecida, em sudorese fria
nauseando no canto, sofria,
fazendo das tripas coração pra no "piratão" não botar pelo "ladrão",
mas com o continuar da lata velha a trepidar
agravou o mal-estar e ficou inevitável a indisposição suportar,
e por cima dos passageiros que estavam a cochilar,
o big sanduba em enxurrada começou a transbordar
sonorizado na onomatopéia "hugo, hugo, hugo, raul, raul, raul",
macabro urrar.

A regurgitante constrangida se contorcia e insistia em se justificar:
- ficou impossível a cinetose furiosa controlar!

O condutor com gesto censurador e cara de poucos amigo, não gostou
e expressou: porque a madame não falou?
- Desculpe meu senhor,
me esforcei na tentativa de os "bofes" pra fora não botar,
prendi o máximo que pude pra não empestear.
Até um passageiro Fuzileiro, sensibilizado, ficou a consolar:
- marear! isto acontece com os nossos bravos guerreiros marinheiros nos velhos navios pelos oceanos bravios.

Por pouco em unanimidade seria a solidariedade
se não fosse um menino espevitado, aloprado,
com olfato aguçado
e em humor negro não tivesse gracejado:

"- Por isso que eu senti um cheiro e era de “mortandela", daquelas...