terça-feira, 22 de março de 2011

Foto dos companheiros libertados!

Segue a imagem dos ativistas libertos na noite desse dia 21, quando eram recebidos por seus camaradas, ainda no presídio de Água Santa. O PSTU agradece todas as manifestações de apoio e solidariedade. Não nos calarão!

10 comentários:

Cândido Cunha disse...

Força a todos os companheiros! Continuamos como vocês!
Abraço

blogteste disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Apelido indisponível disse...

Tendo um blog com esse nome, fica difícil dizer que não há ligação entre o molotov que alguém jogou e o PSTU ...

Anna Canavezi disse...

Olá...Estou desenvolvendo uma monografia sobre o uso das charges no Blog MOlotov...
PReciso de algumas informações....
Vou deixar meu email, aqui, mas apague o comentário assim que ler, por favor... Para meu endereço não ficar on line...
Obrigada... aguardo vcs....

Anna Canavezi disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Tatiane disse...

Ou fica mais crível que tinha alguém realmente infiltrado. Pq pela lógica ( imbecil predominante no mundo ), dá até para se ter dúvida, já que o pstu tem um blog com a palavrinha "molotov"... Na mente imaginativa de alguns faz muito sentido, blog+passeata= Molotov, certeza! Não na minha, claro!

Thiago Baptista disse...

"Apelido indisponível", as pessoas podem dizer o que quiserem. Porém fazerem declarações acusatórias sem provas é calúnia e difamação, que podem render a quem o fizer um processo judicial.

Portanto, recomendo que você faça um esforço e supere essa "dificuldade".

\\//

Alê Mchd disse...

Nos últimos dias, a polícia do Rio manifestou seu valor traduzido pela vontade inabalável de cumprir seu dever (Lei Estatual Nº 443/1981): manifestantes foram para presídios de segurança máxima - em cumprimento ao art. 32, parágrafo único, seção II; cidadãos, incluindo crianças, receberam jatos de spray de pimenta - cumprindo o belo art. 27, § 3º da seção II... Algo a acrescentar? Estamos orgulhosos ou com medo?

Alê Mchd disse...

Nos últimos dias, a polícia do Rio manifestou seu valor traduzido pela vontade inabalável de cumprir seu dever (Lei Estatual Nº 443/1981): manifestantes foram para presídios de segurança máxima - em cumprimento ao art. 32, parágrafo único, seção II; cidadãos, incluindo crianças, receberam jatos de spray de pimenta - cumprindo o belo art. 27, § 3º da seção II... Algo a acrescentar? Estamos orgulhosos ou com medo?

Alê Mchd disse...

De onde saem os policiais? Seria de alguma sociedade diferente da nossa? De uma classe privilegiada e protegida da realidade? O fato é que policias saem das classes C e D, essas as que mais necessitam do protesto, da indignação, da luta que manifesta os ideais de igualdade de direito. Lamentável é que não se reconhecem (e isso, infelizmente, não é exclusividade deles, muitos somos assim), e quem não se conhece não se respeita! Temos aí mais uma manifestação clara e inequívoca de uma sociedade que não se conhece... simples assim!