quarta-feira, 8 de agosto de 2012

GM enfrenta protesto de trabalhadores na Colômbia


 
Há duas semanas, um grupo de ex-trabalhadores da General Motors (GM) na Colômbia realiza  uma greve de fome. Muitos deles chegaram a costurar os seus lábios.
Os trabalhadores afirmam que foram demitidos da GM há mais de um ano, devido a sérios ferimentos que receberam enquanto trabalhavam carregando objetos e peças pesadas, fazendo movimentos repetitivos na linha de montagem e outros trabalhos pesados. Eles estão acampados na frente da embaixada dos Estados Unidos e protestam contra um plano de ação trabalhista acertado no ano passado entre os governos dos EUA e da Colômbia, quando os dois países assinaram o tratado de livre-comércio
A GM começou a operar com linha de montagem na Colômbia em 1957 e atualmente tem mais de 1.800 empregados. Veja abaixo o depoimentos dos operários sobre a greve de fome.


Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Olá , seu blog é muito bom, e desde já quero dar-lhe os parabéns, meu nome é: António Batalha, e quero deixar-lhe um convite, se quiser fazer parte de meus amigos virtuais no blog Peregrino E Servo ficarei muito radiante. Claro que irei retribuir seguindo também seu blog.Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que Seja feliz você e sua casa.